RD Summit 2017: Alguns pontos interessantes

RD Summit 2017 - Simone Roitman

Tive a oportunidade de participar do RD Summit 2017, o maior evento de marketing digital e vendas da America Latina e valeu muito a pena. Em julho estive no Forum do E-commerce Brasil, mas não vi tanta coisa interessante ou que tivesse agregado valor ao meu trabalho quanto no do RD. Certamente ano que vem estarei lá novamente.

Já estudo e trabalho com marketing digital desde 2002, quando tive a oportunidade de planejar e lançar o primeiro site da H.Stern. Depois passei alguns anos no Pontofrio.com que foi uma grande escola, na qual tive a oportunidade de desenvolver vários trabalhos não só relacionados ao site em si como também na divulgação. Desde então, tenho trabalhado com clientes de diversos segmentos na minha empresa, Plantão Online.

É muito gratificante e estimulante trabalhar em uma área tão dinâmica quanto a de Marketing Digital. Quanto mais você acha que sabe, mas você vê que tem muita coisa a aprender. Ou seja, pelo jeito, meus neurônios estarão em constante renovação 😉

Bem, mas partindo para o lado prático, gostaria de compartilhar alguns pontos interessantes. Para facilitar, estou dividindo por áreas:

         1. Neuromarketing – gostei muito das palestras da Martha Gabriel e Fernando Kimura. É interessante se aprofundar em “Hypnotic Writing”, para seduzir e persuadir as pessoas através da escrita. E destaco a frase “ Sinto, logo existo” e não penso, logo existo. Ou seja, a emoção é que faz a gente tomar a decisão e depois o lado racional procura justificar a decisão tomada.

Outro conceito a ser estudado, é o “Lowsumerism”, ou seja, atrair pelo conceito, conteúdo, estratégia social e não pelo produto ou serviço em si.  As pessoas estão consumindo menos e estão mais conscientes.

O Fernando apresentou um caso muito interessante da Sacks 5th Ave, na qual apenas uma das vitrines é tradicional e todas as outras foram substituídas por vídeos mostrando marcas, modelos e produtos, tudo substituído a cada 15 dias.  As lojas de departamento estão morrendo. Precisam inovar e se conectar com os consumidores >>> https://goo.gl/1ZTF3

     2. Ferramentas

  • 49% das mensagens da Vivo são respondidas e esclarecidas pelo Chat Bot. Vale a pena pesquisar as ferramentas do mercado. Edney Souza, indicou: take.net, chatfuel.com dentre oturas. Checar: https://goo.gl/M3cMQs
  • Stilingue.com.br – software para embasar decisões com dados em conversas, opiniões e influenciadores
  • Realidade virtual – maffia.io, http://skullfishstudios.com, medroom.com.br, vrmonkey.com.br
  • https://beonpop.com/pt – descobrir como sua marca é percebida e qual sua influencia nas rede sociais
  • Mixpanel – analytics
  • https://www.scup.com/pt/ – gerenciamento de perfis sociais
  • https://www.hiplatform.com/ – monitoramento das redes sociais, automação de atendimento
  • http://socialminer.com/

3. SEO

Vários palestrantes falaram algo sobre o tema e a palestra do Vitor Peçanha da Rock Content, foi bem enriquecedora.

  • Atualizar posts antigos
  • Checar palavras chaves primárias e secundárias. Quem ainda não tem relevância na web, deve escrever artigos com palavras secundárias fazendo backlink para as primárias (e vice versa)
  • Pesquisar palavras no SEM RUSH, keyword planner do google, google trends, google autocomplete. Analisar as tendências de temas de cursos da Udemy, para escrever textos correlatos.
  • Atualmente, o SEO é cada vez mais inteligente e consegue identificar se o conteúdo é realmente importante e relevante, independende do uso maçante (desaconselhável) de palavras chaves no conteúdo.
  • Título e Meta Description – mostrar benefícios claros, promessa do que vai encontrar no post, como vai resolver tal problema, palavras chamativas (agora, definitivo, etc…)
  • Fazer 10 versões de títulos para um post, os últimos serão os melhores
  • O tempo que o usário fica em sua página (tem que ser acima de 10 segundos) é fundamental ou o google penaliza seu site, ainda mais se a pessoa fizer uma nova busca depois desta visita.
  • Pesquisar sobre Bucket Brigade – https://goo.gl/MfzpxN
  • Comece um conteúdo despertando o interesse, engajando e fazendo uma promessa. Faça com que a pessoa concorde com você para desejar continuar a leitura. (técnica APP – acordar, prometer, prever)
  • Durante o artigo, coloque chamadas como “Como assim?”, “Quer saber a melhor parte”, para fazer com que a pessoa tenha curiosidade de continuar a leitura.
  • Escaneabilidade – deixar o texto com uma leitura agradável através de pontos, listas, negrito, fotos, etc…

 4. Influenciadores digitais – Palestra muito interessante com Liliane Ferreira. Número de seguidores não tem a ver com influência (o que sempre falo para meus clientes), já que muitos seguidores podem ser comprados. Na verdade, para o instagram, infelizmente, tudo pode ser comprado (curtidas, comentários, etc…).

Se você quiser checar qual a influencia de um determinado perfil do instagram, pode usar as ferramentas: https://klout.com/corp/score e https://pt.klear.com/

É preciso tomar muito cuidado na hora de negociar com um influenciador, fazer um contrato, acordo de quando será publicado, dia e horário e pedir relatórios.

Outras ferramentas para instagram: http://buzzsumo.com/, https://www.birdsonganalytics.com/export-instagram-followers/

Enfim, estes foram apenas alguns dos diversos pontos e temas abordados!

Agora fica o dever de casa de testar, pesquisar, estudar e implementar melhorias para os clientes Plantão Online!