Comércio eletrônico: concorrência acirrada para 2010

competicaoO comércio eletrônico faturou cerca de 10,6 bilhões de reais em 2009 e a perspectiva é a de que haja um aumento de 30% para 2010.

O uso da internet pela classe C, o aprimoramento dos lojistas e principalmente o aumento da concorrência online contribuirão para esse crescimento o que provavelmente acarretará numa briga por preços baixos.  É comum encontrarmos produtos mais baratos online em comparação às lojas físicas.

Há dois anos, a concentração das vendas online vem diminuindo e abrindo espaço para a concorrência. No primeiro trimestre de 2008, a B2W (Submarino, Americanas e Shoptime) detinha 42,77% de participação e um ano depois, o valor reduziu para 36,22%.

Para este ano, há a previsão de entrada de grandes varejistas como o Carrefour, Lojas Renner e Mesbla.  Sem contar com as Casas Bahia, que com apenas 1 ano de mercado já faturou R$ 195 milhões com vendas online, ou seja, 1,5% de seu faturamento total.

Ou seja, o comércio eletrônico continua seguindo forte e abrindo espaço para novos entrantes.  Se você ainda não está online ou precisa fazer uma reformulação em seu site de vendas, aproveite para conhecer a Online, empresa de soluções de e-commerce, que apóia esse blog.

Fonte: Diário do Grande ABC